Capcom Cup X entrevista com Juninho e Namikaze
Entrevistas

Namikaze e Juninho-RAS revelam como foi lutar na Capcom Cup X

Brasileiros representaram muito bem o nosso país no maior torneio de Street Fighter 6, a Capcom Cup X

15.03.2024 às 22:21

Imagem: Thomas Schulze / montagem Juninho-RAS e Namikaze no X

Como eles nos encheram de orgulho lutando no maior palco do planeta, nada seria mais justo do que destacar o seu desempenho na Capcom Cup X aqui no site do Flow Games, certo?

capcom cup x entrevista brasileiros

Imagem: Capcom

Pensando nisso, entrevistamos essas duas lendas da FGC, e você confere tudo isso a seguir nos bastidores da Capcom Cup X!

Entrevistamos os brasileiros que lutaram na Capcom Cup X!

Um papo com o monstro Juninho-RAS

capcom cup x juninho-ras

Imagem: Juninho-RAS no X

Thomas Schulze: Antes de mais nada, meus sinceros parabéns por ter representado tão bem o nosso país na Capcom Cup X. Você caiu em um dos chaveamentos mais complicados e mesmo assim conseguiu um baita resultado e ainda teve lutas decididas nos detalhes. Ficou satisfeito com a sua participação, conseguiu realizar bem o seu plano de jogo e metas?

Juninho-RAS: Obrigado! Foi um grupo difícil, o único com 2 representantes no top 8 e foi definido no último dia! Eu havia me preparado muito para as partidas, contra todas as matchups. Acho que consegui levar todas as lutas para o último round, muitas vezes consegui aplicar meu jogo corretamente.

Consegui sentir que o nível estava bem próximo entre os melhores BR e o pessoal ao redor do mundo. Conseguimos vencer um dos melhores players da Europa que foi o Rain pro e também o incrível Garnet.

Assim como diversos players da Europa e do mundo, senti diferença no setup do palco contra o setup de treinamento do hotel, isso me surpreendeu muito, atrapalhando meu jogo e de muitos players de alto nível como o Snake Eyes por exemplo. Quem não estava preparado para um delay repentino se surpreendeu bastante e teve que adaptar na hora da luta.

Deixo então essa dica e experiência para os próximos, que se preparem tanto para uma situação normal de jogo, mas que tenham também um jogo para delay alto. Os players mais fortes como Uma, Kawano e Chris Wong já estavam completamente preparados para delay, isso precisamos adicionar ao nosso jogo.

Das suas lutas na Capcom Cup X, qual foi a mais marcante para você, seja positiva ou negativamente?

Sem dúvida foi a luta contra o Rain Pro, um jogador extremamente respeitado na Europa e que jogava com um boneco muito difícil, o Guile. Apliquei meu jogo que era diferente do que ele estava acostumado, com muitos pulos e jogadas rápidas e que acabaram entrando.

A primeira luta contra o Saiff me deixou muito nervoso, pois foi quando eu percebi que o setup estava diferente e isso me fez questionar todo o meu jogo. Mas consegui colocar minha cabeça no lugar e enfrentar o Rain Pro logo em seguida mudando a forma de jogar adaptando ao setup do palco.

Para nós brasileiros, a viagem para a Capcom Cup X pode ser bem estressante tanto pelas burocracias como pela logística envolvida. Isso chegou a impactar o seu treinamento e foco, ou você conseguiu se planejar bem para viajar e jogar o seu melhor Street Fighter?

Para quem não é de São Paulo é uma viagem muito longa, quase 20h entre ônibus, carro e avião. Sim, cansa bastante, por isso devemos nos preparar muito antes fazendo exercícios físicos como academia e aeróbicos.

O corpo deve estar muito preparado para poder aguentar o tranco e manter o jogo. Eu consegui sim levar meu jogo corretamente, talvez não o máximo devido a diferença de setup do treino com palco, mas eu havia me preparado bastante com exercícios e o treino do próprio jogo, chegando a ficar top 1 no rank mundial.

Pode deixar algum conselho ou palavras de motivação para quem torceu por você, foi picado pelo mosquitinho da competição e está pensando em começar a treinar no Street Fighter 6?

Juninho: Gente, sem dúvida foram momentos incríveis que passei na Capcom Cup, num mix de pensamentos altos e baixos! Agradeço imensamente quem estava gritando e torcendo aí em casa, fizemos nosso melhor e SIM somos MUITO respeitados no mundo todo!

Muitos players me cumprimentaram, disseram ser fãs de nossa cena, comentaristas oficiais falaram que amam comentar nossa CPT ! Tudo isso me diz que estamos no caminho certo! Aos novos jogadores, venham jogar ! O jogo é muito receptivo para novos players, temos o modo MODERNO e muitas ferramentas para quem está começando agora!

Todos têm muita chance se treinarem e quiserem. Além disso, vocês têm o suporte da comunidade, basta perguntar no Twitter alguma dúvida e o pessoal vai responder! Claro, eu também, quem quiser falar comigo pode me chamar no direct que eu respondo!

Muito obrigado a todos pela torcida, temos muito a crescer, eu como jogador e a comunidade também. E vamos crescer ainda mais!

Trocando uma ideia com o gigantesco Namikaze na Capcom Cup X

namikaze na capcom cup x entrevista

Imagem: Namikaze no X

Thomas Schulze: Como a gente acompanhou, todo o seu processo com o visto para a Capcom Cup X foi bem tenso, mas ainda bem que tudo deu certo no fim e conseguiu competir. Esses perrengues acabaram impactando um pouco a sua preparação ou conseguiu treinar normalmente?

Namikaze: Então, foi um momento bem tenso mesmo essa historia do visto, mas independente de estar com o visto, eu continuei treinando normalmente, mas realmente quando descobri que eu ia realmente ir, comecei a focar mais e intensificar os treinos.

Você teve lutas bem disputadas na Capcom Cup X. Qual foi a luta que mais te marcou positiva ou negativamente? Chegou a se divertir lutando com alguém lá, ou fica tão focado que mal dá pra chamar de diversão?

Acho que a minha luta mais empolgante foi contra o campeão da EVO Fuudo. Foi realmente no detalhe e eu senti que fiz a luta muito bem apesar da derrota. Me diverti muito lá, treinei com os grandes nomes da cena como Tokido, Menard, Xian e Fuudo. No geral aprendi e me diverti bastante!

Disputar presencialmente e em outro país pelo prêmio milionário da Capcom Cup X deve ser um tensão absurda. É muito diferente pra você competir ali e online, ou não chegou a impactar tanto isso?

É bem diferente mesmo, eu acho que pra mim o que da mais ansiedade é quando o torneio é tão importante e você sobe no palco e tem que decidir sua vida no torneio em poucos minutos, eu fico nervoso igual se é um torneio online importante aqui no Brasil, assim como foi a CPT, mas não tem ninguém me olhando, então eu consigo ficar um pouco mais relaxado em casa no geral.

Parabéns de novo, estamos todos muito orgulhosos por você ter nos representado lá na Capcom Cup X. Poderia deixar algum conselho para a galera que assistiu e está agora se animando a começar a competir também?

Obrigado, então, pra galera que realmente quer começar a competir, o primeiro passo é realmente começar a jogar torneios online.

Tem diversos deles na comunidade e mesmo que você acredite que seu nível não esteja alto o suficiente eu recomendo começar assim mesmo, pra ir pegando gosto pela competição e ir evoluindo aos poucos, foi assim que eu comecei.

E você, o que achou dos nossos brasileiros na Capcom Cup X? Comente a seguir!

Comentários
Inscreva-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais novo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rafaplay1225
Rafaplay1225
2 meses atrás

Representaram muito, infelizmente não conseguiram passar da fase de grupos.

Sugestão: entrevista com o FKANG, que representou o Brasil na SWC (mundial de KOF XV) esse fim de semana.