Games

PS5 Pro é poderosíssimo! Veja vazamentos bombásticos do console

Segundo documentos internos vazados da Sony, o PS5 Pro teria 33,5 Teraflops, ray tracing 2 a 4x melhor e até um “DLSS” próprio, chamado de PSSR

15.03.2024 às 4:11

Parece que cada vez mais o assunto PS5 Pro não é uma questão se existe, mas sim de quando será revelado. Em um novo vídeo, o canal Moore’s Law is Dead alega que obteve documentos internos da Sony com uma fonte, revelando diversos detalhes técnicos do console premium do PlayStation.

Ainda precisamos levar como rumores, mas vale lembrar que o canal Moore’s Law is Dead já se provou de bastante confiança no passado e hoje elenca como um dos grandes insiders da indústria.

https://www.youtube.com/watch?v=SV7BJKnZfP8

Durante o vídeo, o insider comentou que borrou certas partes do documento e diminui a resolução de algumas imagens para proteger sua fonte (já vimos no passado que certas imagens contêm códigos escondidos para identificar vazamentos).

Entre os detalhes supostamente vazados, temos o poder do hardware, detalhes de um método de upscaling de IA à la DLSS e muitas outras melhorias.

PS5 Pro teria 33,5 Teraflops e seria 45% mais potente

De acordo com Moore’s Law is Dead, o PS5 Pro tem realmente o codinome Trinity internamente e está mirando em um aumento de performance na GPU bem grande – vale lembrar que, para evitar compatibilidades, consoles premium mantêm a mesma arquitetura e especificações similares no processador.

Caso os boatos sejam verdadeiros, o PS5 Pro manteria os 16 GB de RAM (mas ainda não está claro se continuará como GDDR6 ou algo mais rápido), mas aumentaria consideravelmente seu poder de fogo, com 56 CU (unidades computacionais), 33,5 Teraflops (67 Teraflops em FP16, mas usamos a medida FP32, a que estamos acostumados) de potência e 2 a 4x mais performance em ray tracing.

ps5 pro

Imagem: Yanko Design

Atualmente, o PS5 comum tem 10,3 Teraflops e 36 CU. Apesar de parecer um salto de potência de quase 3x, na verdade o console premium seria cerca de 45% mais forte que o modelo convencional do mercado.

Segundo o insider, vale lembrar que Teraflops não é necessariamente uma unidade para medir potência. De qualquer forma, os 45% de poder extra implicaria que, na teoria, devs que não otimizarem seus jogos para o PS5 Pro ainda se beneficiariam da potência sobressalente.

Ficou confuso? Moore’s Law is Dead dá exemplos. Sabe aquele jogo que roda entre 40 e 45 fps? Agora ele rodaria em 60 fps sem esforços. E o modo performance na faixa dos 80 fps? Agora seria 120 fps estáveis. Em outras palavras, somente o poder bruto extra já serviria de gordura para melhorar todos os games.

ps5 pro

Imagem: Moore’s Law is Dead

Além disso, os componentes de ray tracing seriam significativamente aprimorados no PS5 Pro. De acordo com os documentos vazados, áreas em que a GPU tinha gargalos por causa de ray tracing podem ganhar performance de 2 a 3x. Entretanto, o documento afirma que em alguns casos o aumento pode chegar a 4x.

O insider comenta que essa informação é bastante curiosa, já que a arquitetura RDNA 3 da AMD melhora o ray tracing em 1,5x, então podemos estar vendo alguma arquitetura diferente em uso – vale lembrar que o PS5 comum tem arquitetura RDNA 2.

Mas, de qualquer forma, talvez esse nem seja o grande astro: em vez de ter componentes mais fortes e caros, a Sony estaria apostando em tecnologia de upscaling de imagem por IA no PS5 Pro, similar ao DLSS e FSR, que garantiria poder bem maior de uma forma mais inteligente. Segundo o rumor, ela se chama PSSR: PlayStation Spectral Super Resolution.

ps5 pro

Image: Mark Illing/Art Station

PS5 Pro terá o seu próprio “DLSS”

Caso o documento do PS5 Pro vazado seja real, uma coisa chama bastante atenção: a Sony está investindo pesado na tecnologia de upscaling de imagem por IA e vai lançar seu próprio DLSS, o PSSR, deixando de lado tecnologias como o FSR.

Segundo Moore’s Law is Dead, o PlayStation Spectral Super Resolution seria lançado em sua primeira versão, mas teria iterações contínuas para continuar melhorando. No documento, a Sony supostamente afirma que, neste momento, ela já é melhor que o TAAU (da Unreal Engine) e o FSR 2 (da AMD).

ps5 pro pssr

Imagem: Moore’s Law is Dead

O algoritmo de IA utilizado no PSSR do PS5 Pro não precisa ser treinado para cada jogo (como era o DLSS em sua primeira versão) e pode ser utilizado facilmente pelos desenvolvedores, incluindo com resolução dinâmica em conjunto, sem precisar definir valores fixos.

No lançamento, a meta é alcançar resoluções 4K, mas a Sony estaria planejando elevar o upscaling de imagem para imagens de até 8K – algo que reforçaria que a tecnologia do PSSR teria aprimoramentos contínuos.

No documento, a Sony afirma que o PS5 Pro teria 300 TOPS de 8-bits, ou seja, Tera Operations per Second, ou trilhões de operações por segundo para o uso de IA, necessitando, no estado atual, 250 MB de VRAM para ser utilizada e com 2 milisegundos no pipeline de renderização – e esse número pode diminuir, já que a tecnologia está sendo melhorada durante o desenvolvimento.

ps5 pro pssr

Imagem: Moore’s Law is Dead

Desta maneira, a Sony seguiria a tendência de mercado em investir cada vez mais em IA, algo que garante uma qualidade de imagem similar à nativa, mas sem gastar muito em componentes mais poderosos

Novamente, vale reforçar que os documentos e as informações do PS5 Pro levantadas por Moore’s Law is Dead ainda são rumores e teremos que esperar a oficialização. Segundo outros boatos, o console está previsto para ser anunciado em setembro deste ano e lançado em novembro.

Fonte: Moore’s Law is Dead

Comentários
Inscreva-se
Notificar de
guest
3 Comentários
Mais antigo
Mais novo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Juca_jcarlos
Juca_jcarlos
2 meses atrás

Tenho um PS5 mas tenho a sensação de ter comprado um Ps4 pró+ pois não consigo perceber a nova geração. A única e excelente diferença até então é o loading. Minto! 2 diferenças: Loading e preço dos planos e jogos são de nova geração!

Renato Bittencourt
Renato Bittencourt
2 meses atrás

Continua essa idiotice de corres atrás de 120fps… Em vez de focarem em atender os 60fps/4k com gráficos topados… Aí, por questões puramente econômicas (vender telas), ficam empurrando 8k com FPS porco… Hj em dia virou uma palhaçada comsole com opção de gráfico ou performance. ISSO NAO TEM CABIMENTO. Apresentem o game como ele tem que ser! Pronto. Era assim! Pq essa bosta de configs de PC pra consoles? Putz…

Mauro
Mauro
2 meses atrás

É tão poderoso que vai rodar o gta6 em 4k 30fps kkkkk