Phil Spencer - Xbox Series S
Entrevistas

Xbox Series S caro: “Seguramos até onde deu”, diz Phil Spencer

O líder da marca conversou com o Flow Games sobre Xbox Series S e outros tópicos importantes ao Brasil

01.12.2023 às 17:25

Imagem: Microsoft

Ciente disso, Phil Spencer, líder global da divisão Xbox, teve a árdua missão de encarar um aumento de preço do Xbox Series S no Brasil, algo que, invariavelmente, inundou as redes sociais – e, é claro, chegou aos ouvidos do chefão rapidamente.

Em visita ao Brasil para a CCXP 2023, onde o Xbox sedia um enorme espaço dedicado aos fãs, Spencer conversou com o Flow Games sobre esses e outros desafios que permeiam um dos gigantes do “trio de ferro” da indústria de videogames. O executivo  também falou sobre a importância da localização de jogos, isto é, trazê-los ao nosso idioma, o ingressante Activision Blizzard e mais.

phil spencer entrevista - xbox series s

Imagem: Flow Games/Microsoft

Aumento de preço do Xbox Series S no Brasil: o que Phil Spencer disse ao Flow Games

A nossa pergunta foi colocada exatamente da seguinte forma:

Ver o Xbox com esse porte grande na Comic Con é um resultado que podemos perceber no mercado após a pandemia. Outro reflexo disso é a precificação de alguns produtos. No Brasil, e sei que você está ciente disso, vimos um aumento de preço do Xbox Series S recentemente, e essa notícia pegou todo mundo de surpresa. Você poderia explicar, Phil?

“Sim. Vou começar reconhecendo que aumentos de preço nunca serão um ponto positivo. Não é algo que gostamos, queremos deixar o preço o mais acessível possível, e é por isso que seguramos até onde pudemos dois anos após o lançamento, para torná-lo viável aos consumidores que queriam um Series S. Você sabe disso porque está nesse mercado: lançar produtos nele, com as taxas e tudo mais, é algo muito, muito desafiador.

E mesmo com o preço que temos agora, após o aumento, isso é, para nós, em termos do que podemos ver das vendas do Series S [no Brasil], provavelmente a menor margem do mundo daquilo que fica pra gente, da receita que conseguimos obter. Para mim, a coisa mais importante é que a precificação ocorra de uma forma que nos torne viáveis aqui no longo prazo. Eu preciso me certificar de que meu compromisso com os consumidores aqui é gerenciar um bom negócio.

Então, com o aumento de preço foi o seguinte: seguramos [o preço original] até onde deu e fizemos isso por três anos. Sei que mudanças de preço nunca serão aplaudidas. Não será meu ‘grande momento’ no palco, sei disso, e ouço o feedback das pessoas, como elas se sentem num momento em que eletrônicos de consumo já são caros aqui por conta da situação dos impostos, e nós aumentamos um preço e criamos essa preocupação. Ouvimos essa preocupação e volto com a minha: preciso gerenciar um bom negócio aqui.

Essa também é uma das razões pelas quais focamos em múltiplas formas para as pessoas jogarem Xbox. Pessoas que compram um console: acho isso ótimo, queremos estar aqui de uma forma que faça sentido aos nossos negócios. E também estamos no PC, na nuvem, para dar às pessoas múltiplas escolhas em como elas engajam conosco.

Há formas mais baratas do que nosso preço sugerido

Mas sim, estamos chegando ao fim do ano com um aumento de preço, eu vejo o feed do Twitter, eu ouço o feedback, mas eu queria estar aqui, sabe? Queria ir à Fan Fest, queria ver as pessoas diretamente. O que mais ouço delas, estando aqui, é que só querem que nós tenhamos respeito com elas como consumidores, e eu respeito isso. Então, eu digo: essa não é uma oportunidade para nós, de repente, medirmos o mercado. As pessoas tendem a comparar o preço ao dos Estados Unidos, o que considero um erro, e lá há outros impostos em relação aos do Brasil…

xbox series s 2024

Imagem: Nicolas J Leclercq na Unsplash

Eu vi muita gente me enviando capturas de tela nos comparando a outros consoles, aparelhos de concorrentes em promoção, e acho que se você olhar o preço sugerido vai ver algo muito mais comparável a nós, nos EUA, em termos de diferença de preço, e você também encontra nosso console em promoção aqui. Há formas mais baratas do que nosso preço sugerido.

Mas novamente, voltando ao início: respeitar os consumidores. Aumento de preço nunca será algo fácil, mas preciso me certificar de que estamos nesse negócio, estamos nesse mercado, com um negócio que pode se sustentar”, respondeu o chefão.

Rumores de “fim de localização” desbancados

Perguntado sobre a importância da localização de jogos ao nosso idioma – contemplando textos e dublagem –, Spencer foi enfático: “Sim, pode confiar que vamos continuar localizando”, afirmou.

“Quando estive aqui pela última vez, foi um dos pontos que me trouxeram: que estávamos ‘vagos’ com relação ao português brasileiro. Um feedback que tive lá atrás, por volta de 2017. É bom lembrar desse feedback e ver que a localização, textos definitivamente, textos e vozes, tem sido importante. Sim, podemos fazer os dois”, declarou.

“Precisamos continuar crescendo enquanto Xbox, e acho que fizemos um bom trabalho no Brasil e em LATAM [América Latina]. Acredito que existem outros mercados em que o Xbox pode fazer um trabalho melhor em localização, então continuarei em cima disso. Mas gosto de onde estamos agora com os consumidores do Brasil, e os feedbacks importam. Ouvimos vocês e isso teve um impacto no que fazemos”, concluiu o executivo.

xbox series s all access

Imagem: Microsoft

E Activision Blizzard no Game Pass, Call of Duty…quando?

A pergunta de 1 milhão de dólares, que decerto foi exaustivamente ouvida pelo executivo, não pôde ficar de fora: e os títulos da Activision Blizzard no Game Pass? Especialmente Call of Duty?

“Não tenho uma resposta ainda, desculpe. Temos de trabalhar com as equipes envolvidas, existem algumas coisas que precisam ser resolvidas. Mas, obviamente, o Game Pass faz parte de nossa estratégia, e a Activision Blizzard é um elemento importante disso”, resumiu.

E fiquem ligados: isso não é tudo! Nos próximos dias, a entrevista será publicada na íntegra aqui no Flow Games. Por enquanto, fique de olho nessas e em outras novidades que esse restinho de 2023 reserva na mala – acreditem, essa bagagem ainda está lotada de conteúdo.

Comentários
Inscreva-se
Notificar de
guest
8 Comentários
Mais antigo
Mais novo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcos
Marcos
3 meses atrás

terá entrevista em vídeo?

Vihh
Vihh
3 meses atrás
Reply to  Marcos

Sim. Falaram no final alí em cima

Rafael
Rafael
2 meses atrás
Reply to  Vihh

Na verdade, disseram q será publicada na íntegra, aqui no site. Nada de vídeo foi falado. Mas seria mt bom, Flow. Coloca o vídeo 🙂

Morto
Morto
3 meses atrás

Poderiam ter falado isto no início, a maioria das pessoas iriam reclamar, mas pelo menos teriam uma declaração oficial com nós fans do Xbox, era o mínimo que eles tinham que fazer.

SonysMor
SonysMor
3 meses atrás

Só quero ver o dia que a Sony anunciar o preço do ps5 slim aqui no BR, pq uma hora o estoque do ps5 fat vai acabar.

talyson
talyson
3 meses atrás

IIncrível como teve que ter toda uma mobilização negativa em torno do Xbox, é precisou ter um evento no Brasil para eles falar sobre isso.

Rafael
Rafael
3 meses atrás

Rodou, Rodou e não falou nada :/

Lucas
Lucas
2 meses atrás

Parabéns pela matéria, Bruno Micali.